Pesquise por hashtags, nomes, e assuntos Pesquisar

Fechar

Descubra as principais tendências do marketing digital para 2018

Caroline Bezerra

Caroline Bezerra é Content Writer na Nação Digital, agência referencia em estratégias de alto ROI para e-commerce.

Você sabe quais as estratégias e tendências do marketing digital que prometem conquistar leads e alavancar as vendas no e-commerce para 2018? Continue lendo este post para se manter atualizado e acertar na hora do planejamento de suas estratégias de divulgação e vendas nesta temporada.

10 tendências do marketing digital para 2018

Veja bem, ano a ano podemos verificar que há uma certa predisposição à inovação do mercado de marketing e vendas. Algumas ações são quebradas, algumas são renovadas e outras surgem mostrando ao empreendedor novas formas de alavancar suas vendas. Estar a par dessas mudanças e das tendências do marketing digital pode fazer toda a diferença para seu e-commerce!

1 – Crescimento de usuários e acessos a dispositivos móveis

Sem dúvida alguma essa é uma das tendências do marketing digital que deve ser analisada com atenção. O relatório A Economia Móvel: América Latina 2017, realizado pela GSMA Intelligence, aponta que o mercado de assinantes de internet móvel latinoamericano é maior que o dos EUA, com quase 350 milhões usuários.

A mesma pesquisa mostra ainda que os smartphones responderam por 59% dos acessos à Internet na América Latina no último ano. O que gerou US$ 260 bilhões, o equivalente a 5% do PIB anual.

Esse crescimento, principalmente nas economias regionais, foi impulsionado pelo rápido crescimento do 4G e da adoção de smartphones. A previsão é que cerca de 60 milhões de novos assinantes sejam adicionados até 2020, o que representa mais de 70% da população da América Latina. Esse montante deve injetar em nossa economia cerca de US$ 320 bilhões.

No Brasil, a participação do acesso à internet por dispositivos móveis dobrou no último ano.  48% dos usuários de Internet entre 11 e 17 anos buscam online informações sobre marcas ou produtos.

Pesquisas mostram ainda que idade faz diferença. Quanto mais jovem, maior a probabilidade de a pessoa já ter comprado pelo smartphone (75% entre 16 a 29 anos; 74,5% entre 30 e 49 anos e 55% entre aqueles com 50 anos ou mais).

Acompanhe outros dados:
  • A rede 4G está presente em 3.039 municípios do país, e alcança 87% da população brasileira, segundo balanço da Telebrasil;
  •  22 milhões de brasileiros acessam a Internet pelo celular, sendo que 8,9 milhões acessaram exclusivamente por celulares – dados da pesquisa TIC Online Brasil do Comitê Gestor da Internet no Brasil – CGI.br;
  •  73% dos usuários da internet no Brasil já fizeram compras de mercadorias físicas pelo smartphone;
  •  70% dos usuários de internet de áreas urbanas assistem a vídeos, programas, filmes ou séries online Essa proporção é de 56% nas áreas rurais.
  • 64% dos usuários de áreas urbanas e 53% de áreas rurais ouvem música online pelos dispositivos móveis;
  • O hábito de comprar pelo celular é equilibrado entre homens e mulheres (74% e 72%, respectivamente);
  • O Nordeste apresentou a maior proporção de consumidores pelo celular (77,8%), seguida pelo Sul (73,6%), Sudeste (71%), Centro-Oeste (70,6%) e Norte (68,7%).

Curiosidade digital: Apple versus Android

Pesquisas apontam que as compras online são mais comuns entre usuários de iPhone.  81% já experimentaram encomendar bens físicos pelo aparelho.

Já entre os donos de aparelhos Android, o número cai para 73%. Os dados são da pesquisa Panorama Mobile Time/Opinion Box sobre comércio móvel no Brasil.

 tendtências do marketing digital

2 – Aumento da presença de pequenas e médias empresas no mercado online

No Brasil existem aproximadamente nove milhões de micros e pequenas empresas. Segundo o Sebrae, elas são responsáveis por 98% de todos os negócios no país.

Com a expansão do mercado online, a tendência é que vejamos cada vez mais a presença dessas empresas no mundo virtual. O que resulta no crescimento dos e-commerces nos mais variados segmentos e uma massificação do marketing digital segmentado.

3 – Marketing de conteúdo em alta

Uma das mais fortes tendências do marketing digital, que tem se revelado nos últimos anos, é o marketing de conteúdo. Ele traz conteúdos personalizados, com abordagem focada em atrair consumidores através de materiais e interações úteis e relevantes aos usuários, gerando mais tráfego, leads e mais vendas para o e-commerce. Os resultados apresentados são surpreendentes.

Para entender um pouco mais sobre esse funcionamento, cabe dizer que o Inbound Marketing trabalha para um público bem específico: pessoas que compram online. A ideia principal é converter pessoas que estão interessadas nos serviços oferecidos pela empresa. E atraí-las aos e-commerces de forma segmentada, trabalhando em todas as etapas do funil de vendas.

Nesta categoria, o destaque vai para canais e formatos que atraem leads através de conteúdos longos e aprofundados.  Esse canais interagem com o usuário monitorando as tendências do mercado e os níveis de satisfação entre os clientes.

4- SEO para novas tecnologias

A proporção de tráfego de dispositivos móveis está crescendo em uma velocidade surpreendente. O número de smartphones e tablets já ultrapassou a quantidade de usuários de desktop no país. Movido por essa mudança do cenário, que engloba também os novos hábitos dos usuários, podemos verificar uma alteração significativa das técnicas de SEO.

Essas alterações vão desde a inserção de novos algoritmos ao uso de extensões e aplicativos com maior taxa de compatibilidade e a criação e adaptação de conteúdos específicos para celulares e dispositivos móveis. Parte dessas alterações se devem ao crescimento dos e-commerces. Que, para se adequar aos novos padrões de consumo, trabalham estratégias para adquirir também maior visibilidade dos mercados locais.

Dados revelam que 95% dos usuários de smartphones procuram por informações locais. E um grande número deles está pronto para comprar, o que torna a otimização para pesquisas por geolocalização importantes a partir de 2018.

Outra ação de SEO que está diretamente ligada à internet móvel é o maior engajamento e uso de campanhas de e-mail para combater o abandono do carrinho de compras.

É interessante lembrar que nesses dispositivos o cliente também é móvel. Muitas vezes um momento de distração pode fazer com que o usuário “perca” seu carrinho. O uso de campanhas específicas para esse tipo de público pode colaborar para que uma grande parcela desses carrinhos não seja perdida.

Seguindo esta mesma linha de raciocínio que apresenta o lead móvel, temos uma preocupação cada vez maior com a otimização do tempo de carregamento das páginas para mobile. Neste ponto, devemos nos atentar a um fator que tem muita relevância para o marketing digital: a taxa de rejeição.

Os números que compõem esse índice são influenciados pelo tempo que o site leva para carregar. Algumas pesquisas apontam, inclusive, que 40% dos usuários abandonam uma página se ela demora mais de três segundos para carregar.

5 – Crescimento do volume de buscas por voz

Outro ponto importante e que deve crescer em 2018 é a otimização das páginas para pesquisas por voz. Já se verifica que esse nicho do mercado representa 20% do total de buscas mensais através de smartphones no Brasil.

Por isso, é uma boa ideia otimizar o site para palavras-chave de cauda longa que se assemelham a questões conversacionais. A dica é encontrar maneiras de incorporar palavras-chave de pesquisa de linguagem natural.

O destaque vai para as inteligências artificiais:

  • Alexa, assistente virtual inteligente desenvolvida pela subsidiária da Amazon.com;
  • Google Assistente, do Google, para celulares Android;
  • Cortana, do Windows;
  • Bixby, da Samsung;
  • Siri, da Apple;
  • E a Tina, a assistente revoltada para Android. Lançada por brasileiros, a auxiliar faz sucesso no Android. O app já ultrapassou 10 mil downloads e coleciona avaliações positivas na Google Play.

6 – A guerra dos links patrocinados

Quem acompanha os valores do mercado de marketing digital já deve ter reparado na disputa entre o Facebook Ads e Google Adwords.

O aumento da demanda de empreendedores por anúncios digitais. Impulsionado pelo desejo de potencialização dos ganhos em um curto espaço de tempo, trouxe ao mercado uma disputa entre os dois gigantes das redes. E essa disputa deve ficar ainda mais acirrada em 2018. Com recursos cada vez mais sofisticados, e o aumento do poder de segmentação.

Outra novidade que deve aparecer em 2018 é o aumento do custo por clique. Esse acréscimo é em função do ingresso de novos anunciantes e a expectativa de melhora da economia do país. Aumentando, também, a competição e o valor das palavras-chave.

7- Influenciadores digitais

Essa é uma das tendências do marketing digital que já vem se confirmando no mercado e deve continuar em alta em 2018. Os influenciadores digitais são ótimas opções para o fortalecimento e visibilidade das marcas nas redes sociais, e podem ser usados como estratégias para impulsionar campanhas.

Lembre-se: anúncios podem ser bloqueados e ignorados por usuários. Já os influenciadores são seguidos e admirados no mundo virtual. E, muitas vezes, sua palavra é “lei” para seus seguidores.

8 – Análise de dados obrigatória

Se a análise de dados já era uma função cotidiana, em 2018 ela deverá ser obrigatória para todos os e-commerces. A análise de dados servirá para orientar os empreendedores em suas buscas por respostas, avaliar a concorrência e ainda apoiar e validar as táticas de marketing digital escolhidas.

Com a profissionalização cada vez maior do mercado, o refinamento das estratégias de marketing digital e o aumento da concorrência online, o estudo de resultados torna-se obrigatório. Portanto, inclua a análise de dados em seu planejamento mensal. Essa ação irá definir seus passos em todo o ano.

9 – Pesquisa por imagens

O SEO para imagens chega com força total em 2018. O que demanda novas práticas, e traz a necessidade da inclusão de palavras-chave também nas imagens.

Title, Alt Text, legendas, URLs, qualidade e posicionamento da imagem são cruciais para o seu ranqueamento no Google Imagens, e devem dar o tom do marketing visual. Se as imagens já eram importantes antes, agora elas são essenciais.

10 – Estratégias de remarketing

Com o aumento do número de usuários e de acessos por dispositivos móveis, aumentam também os números de visitas zeradas. Aquelas que entram e saem do site sem finalizar a compra. E é importante que consigamos seguir esses usuários. O uso de cookies do navegador para rastrear os sites que o internauta visita pode ser uma tática para instigar o desejo por produtos visitados anteriormente

E, por isso, não é nenhuma novidade que o remarketing esteja entre as principais estratégias tendências do marketing digital para 2018.

Agora que você já conhece as principais tendências do marketing em 2018, que tal começar a planejar as ações do seu e-commerce? Aproveite, e baixe agora o calendário para o e-commerce 2018!

calendário para o e-commerce

Esse conteúdo foi útil?
0.00 avaliações (0% score)

Quer aumentar o seu ROI?

Contrate a melhor agência de Inbound Commerce do Brasil

Contrate agora

Fala pra gente o que achou

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *