Pesquise por hashtags, nomes, e assuntos Pesquisar

Fechar

Pesquisa Google Black Friday: dados imperdíveis para se preparar

Que a Black Friday se tornou um evento imperdível de liquidação para o e-commerce todo mundo já sabe. Em 4 anos de existência, a data já teve um crescimento de 1,5 bilhões em seu faturamento, deixando lojistas e vendedores ansiosos por sua chegada.

A preparação para a Black Friday começa cada ano mais cedo e grandes influenciadores do mercado já perceberam a importância de auxiliar os e-commerces a venderem mais no mês de novembro. O Google não poderia ficar fora dessa, tendo divulgado recentemente uma pesquisa bastante completa com análises dos anos anteriores e, mais importante, previsões para a Black Friday 2016.

A análise foi feita a partir dos eshoppers brasileiros das classes ABC com 18 a 54 anos para entender dois pontos base: quem é o consumidor que compra online e como ele se comporta na Black Friday. Destacamos aqui os pontos para voltar maior atenção com relação aos e-commerces, com alguns comentários nossos. Confira!

 

Somos muitos

O primeiro ponto principal são os números: anualmente, somos quase 40 milhões de pessoas comprando online. Dentro da pesquisa, 79% dos eshoppers já participaram de alguma edição da Black Friday e 74% estão engajados com a Black Friday 2016.

Dá para vender além do preço

Os principais fatores de escolha na hora da compra ainda são preço do produto e opções de pagamento (parcelado). Entretanto, com preço, prazo e frete iguais, a pesquisa indicou quais são os pontos que convencem o consumidor da compra:

  • Confiança no site para inserir dados pessoais;
  • Processo de compra fácil, rápido e descomplicado;
  • Lojas maiores e mais reconhecidas;
  • Maior variedade de itens;
  • Preocupação com as necessidades
  • Oferecer novidades.
black friday

Os principais fatores de escolha na hora da compra ainda são preço do produto e opções de pagamento.

O destaque está na confiança. Como a Black Friday começou no Brasil com uma imagem negativa de fraude, onde os preços subiam antes de cair drasticamente na data, levar as lojas a sério continua sendo um problema para uma parcela significativa dos consumidores.

É essencial que sua loja indique de forma clara a confiança a partir de selos de segurança e histórico de preços. No caso de ser uma loja pequena, a presença em marketplaces pode ser a solução para ver o crescimento expressivo da data.

Quanto maior a oferta, maior a compra

Tratando-se da diversidade de itens, ter uma maior variedade de produtos disponíveis em promoção na Black Friday 2016 fará com que seu consumidor compre mais, gerando um ticket médio maior que vale pelos descontos oferecidos.

Isso fica claro com o resultado de que 23% dos entrevistados gastam acima de R$ 1.400,00 em compras nesta data, chegando a até R$ 3.041,30. A grande maioria dos consumidores (54%) gasta entre R$ 241,00 e R$ 1.400,00.

Realizar o cross e up sell na Black Friday é um meio bastante eficaz de conseguir melhores resultados. Oferecendo tudo o que o consumidor precisa em sua loja, o preço acaba deixando de ser o principal fator para a compra.

O presente de Natal é meu

Um dado curioso indicado pela pesquisa é que, dentro da antecipação das compras de Natal na Black Friday, 53% dos consumidores compram exclusivamente para si. Ainda que 19% realize suas compras para presentes do feriado, vale destacar nas campanhas que a Black Friday está aí para encher o tronco de nossas árvores com presentes pessoais.

Celulares, celulares e mais celulares

O setor de celulares e smartphones ainda é o grande destaque das vendas no período. 44% das compras no ano de 2015 foram para estes itens, seguido de calçados (33%), eletroportáteis (32%) e informática (31%).

Mais importante do que isto, 57% das pessoas pretendem aguardar a Black Friday 2016 para realizar a compra de celulares e smartphones. Ainda:

  • 58% pretende aguardar BF para comprar produtos de informática;
  • 51% pretende aguardar BF para comprar eletroportáteis;
  • 54% pretende aguardar BF para comprar eletrodomésticos;
  • 55% pretende aguardar BF para comprar TVs;
  • 66% pretende aguardar BF para comprar produtos de áudio/vídeo.

Pelo que parece, a Black Friday continua forte como em seu início para a venda de eletrônicos, sendo as principais buscas dos consumidores.

Compro de quem me surpreende

Aqui está nosso último destaque para a Black Friday 2016: é preciso vender seu peixe. Com o imenso número de lojas (cada vez maior) oferecendo promoções durante o período, o que vale é o que faz ser visto. Passar a frente de grandes players pode ser difícil, mas não é impossível.

  • Confira a Pesquisa Google Black Friday completa clicando aqui.

 

Quer receber dicas no seu e-mail sobre como melhorar o seu e-commerce e aumentar sua taxa de conversão?
Assine nossa newsletter preenchendo o formulário abaixo!


Esse conteúdo foi útil?
5.00 avg. rating (85% score) - 1 vote

Quer aumentar o seu ROI?

Contrate a melhor agência de Inbound Commerce do Brasil

Contrate agora

Fala pra gente o que achou

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inbound Commerce – O Maior Blog de Inbound para E-commerce