Pesquise por hashtags, nomes, e assuntos Pesquisar

Fechar

Retrospectiva e-commerce 2016 e tendências para 2017

O ano de 2016 foi mais um indicativo do quanto o e-commerce vem ultrapassando as lojas físicas em porcentagem de crescimento e em inovações para o setor. Tendências foram lançadas, testadas e confirmadas durante este ano, e muitos resultados positivos foram alcançados.

Dados do e-commerce em 2016

 

O primeiro semestre representou 5,2% de crescimento em relação à 2015, com um faturamento de 19,6 bilhões. Foi um aumento de 7% no ticket médio, ficando em R$403,46, com maior participação das classes AB e aumento de vendas via dispositivos móveis.

Este valor foi marcado principalmente pelo dia das mães, dia do consumidor e dia dos namorados. O dia das mães apresentou 8% de crescimento no faturamento, com R$ 1,62 bilhão, tendo eletrônicos, moda e acessórios como destaque.

O dia do consumidor, data bastante explorada durante períodos mais longos para promoções no e-commerce, teve um número de pedidos 19% maior do que no ano anterior, chegando a 562 mil nas primeiras 24 horas. Durante todo o período, foi alcançado R$ 271 milhões de faturamento. Livros, assinaturas e revistas foram o destaque para a data, seguidos dos eletrodomésticos.

O dia dos namorados, data que só cresce no e-commerce brasileiro, teve um faturamento de R$ 1,65 bilhão. Isto representou uma variação positiva de 16% em comparação à 2015, com 8% de aumento no número de pedidos. Assim como no dia do consumidor, livros, assinaturas e revistas foram destaque, seguidos de eletrodomésticos.

No segundo semestre, as vendas foram marcadas pelo dia dos pais e black friday. O dia dos pais apresentou 12% de crescimento com relação a 2015, gerando uma receita de R$ 1,76 bilhão para as lojas virtuais.  

Durante a Black Friday, as vendas registraram alta de 17% em comparação ao ano anterior, com um crescimento de 4% no número de pedidos, alcançando 2,92 milhões no faturamento com ticket médio de R$653. Uma tendência do e-commerce ficou ainda mais clara durante este período: compras por dispositivos móveis representaram 20% das vendas na Black Friday.

A previsão do e-Bit no começo de 2016 era de que o e-commerce faturasse R$44,6 bilhões durante este ano, com um crescimento nominal de 8% com relação ao ano anterior. Considerando o valor do faturamento no primeiro semestre e os resultados do primeiro trimestre de 2016 em R$ 9,75 bilhões, podemos prever que até o fim do ano esta previsão será alcançada e, possivelmente, ultrapassada.

Tendências para 2017

Com todos estes resultados, diversas tendências vieram a tona durante o ano de 2016 e permanecem no próximo ano. A principal dela é a compra via mobile. Durante todas as principais datas do setor foi percebido um crescimento exponencial do uso de dispositivos móveis para finalizar a compra.

Junto à esta tendência vem o omnichannel ampliado em todos os canais de venda. É preciso ser possível começar a compra em um dispositivo e terminar em outro, assim como comprar um produto por meio do e-commerce e buscar na loja física e vice versa. São infinitas as possibilidades para o omnichannel e a tendência será explorá-las cada vez mais como um diferencial.

O omnichannel só pode ocorrer a partir da criação de um relacionamento mais personalizado para cada experiência de compra. Uma equipe treinada para responder de forma pessoal e direta cada consumidor é obrigatória para o ano de 2017, assim como a coerência de atendimento em todos os canais.

Além disso, é possível perceber uma mudança ocorrendo na forma de envio dos produtos no e-commerce, devido as diversas alterações dos Correios em 2016. O e-sedex acabou e é preciso encontrar alternativas de frete e pagamento para os consumidores não desistirem da compra. Este talvez seja o maior desafio do e-commerce em 2017.

Uma última tendência que se destacou em 2016 foram os e-commerces de nicho. Foi percebido um crescimento exponencial nas lojas que utilizam um marketing mais assertivo para nichos específicos, o que pode ser uma ótima oportunidade estendida para 2017.

Está preparado para o próximo desafio no e-commerce? Então fique ligado no calendário para o e-commerce e comece seu planejamento!

calendário para o e-commerce

Esse conteúdo foi útil?
4.33 avg. rating (82% score) - 3 votes

Quer aumentar o seu ROI?

Contrate a melhor agência de Inbound Commerce do Brasil

Contrate agora

Comentários

  1. Rinaldo Fiorini disse:

    Boa tarde,

    Gostei muito desta matéria. Pois tenho uma pergunta.

    Gostaria de saber se o E-Commerce funciona para Marketing Multi Nível?

    1. rodrigo disse:

      Olá Rinaldo! Que bom que gostou.
      O E-commerce até funciona para o marketing multi-nível, mas não no formato tradicional. É possível você fazer uma multi-store, onde você cria uma loja, sobe os produtos do estoque, fotos, informações, etc. Aí é possível criar centenas de outras lojas, com outros nomes e aparência, que usam o mesmo estoque, fotos e produtos da loja principal. Assim, as pessoas podem abrir suas lojas, sem ter que investir em estoque e iniciarem suas vendas, recebendo comissões da loja principal. Faz sentido?
      Abraço!

  2. Bruno Dias disse:

    Parabéns!
    Maravilhoso vosso artigo sobre e-commerce!

Fala pra gente o que achou

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inbound Commerce – O Maior Blog de Inbound para E-commerce